Gralha Azul


Pássaro símbolo da região, facilmente reconhecido por sua beleza nos campos de cima da serra.

A gralha Azul (Cyanocorax caeruleus), pertencente à família dos corvídeos, é uma ave de beleza inigualável. Seu corpo tem coloração em um tom azul reluzente e a cabeça, pescoço, peito e olhos são negros. Possui bico forte e cauda longa e as penas da fronte arrepiadas formando uma espécie de topete. É uma ave de médio porte e aspecto robusto, que mede aproximadamente 40 cm do bico à cauda e vive em bandos geralmente de quatro até quinze indivíduos. Encontrada nos estados de Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e também no leste do Paraguai e nordeste da Argentina, mas infelizmente está ameaçada de extinção devido à ampla destruição de seu habitat natural.

A ave é considerada um agente dispersor das sementes do pinheiro Araucária. Para se alimentar, ela transporta o pinhão de uma árvore a outra deixando muitas vezes a semente cair, vindo a germinar posteriormente. Embora cientificamente não comprovado, muitas pessoas acreditam que a gralha também planta o pinhão. Na época em que existe abundância de pinhões, a ave enterra alguns para que no futuro possa ter o que comer. Encontra o local correto e pressiona o pinhão na terra, conferindo-lhe golpes com o bico até enterrá-lo e coloca algum material (folhas, pedras, galhos) em cima, para camuflar ou disfarçar o futuro alimento. Só que ela costuma esquecer os lugares em que os escondeu, sendo assim nascem novos pinheiros. Ela é capaz de plantar 3 mil pinheiros por hectare.

A Gralha Azul é um dos símbolos da Festa Nacional do Pinhão. Durante os dias da Festa o casal de gralhas, mascotes do evento, recepcionam e dão boas vindas aos turistas e visitantes.

Fonte do texto: http://www.festadopinhao.com/pinhao.php

Comente