Em roda do fogo


Em roda do fogo da sapecada de pinhão, eclodiram diversas manifestações espontâneas. Como fizemos a sapecada numa praça de frente a escola, tivemos a participação dos passantes e do pessoal de uma oficina de conserto de tratores que fica ao lado.
Numa dado momento uma turma sentou-se com Grillo Seco no pé dum poste e ferraram na narrativa de causos. Numa outra ponta achegou-se a Bruna e um colega para junto do Testa de lampião e do Seu Migué para falar da lembrança de pessoas queridas.
Enquanto isso Seu Zélio lidava com a rapaziada da oficina. encontrou conhecidos e se tramou numa prosa buena.
As diretoras também apareceram para participar da buia. Foi uma manhã agitada.

Comente