A História que poucos contam


67070_119632388212543_1708552569_n

Que terreiro é esse: projeto da Associação Matakiterani que visa mapear os povos de terreiro de Lages SC Casas, terreiros, tendas, igrejas, independente da denominação do espaço de devoção, muitos são os rituais e crenças do nosso povo lageano. Tem aquelas que cairam no esquecimento e são lembrados em época de “virada de ano” para fazer previsões e durante o ano praticamente nada. Você sabe o que eles fazem? Benzem, atendem, rezam, oram, pedem, suplicam, por pessoas que muitas vezes nem conhecem, mas são cativadas por elas. Durante as visitas Que terreiro é esse conheceu a tenda do Cacique Edson Luiz Perotoni, do bairro Santa Rita. O santo regente é Ogum. Sua casa tem a denominação de Tenda de Umbanda Caboclo Pena Verde. Um fato curioso que além de ser umbandista, Edson também cultua o Xamanismo (segmento que valoriza a natureza em geral, incluindo os animais). Perotoni iniciou aos 15 anos, nasceu na umbanda, aos 18 anos entrou para o cardescismo, descobrindo que sua afinidade era a umbanda, batizado aos 21 anos com a famosa “Madame Rosa” que tinha terreiro no bairro popular, hoje mantido o espaço pelo seu neto. O templo de Edson é local de espiritualização, não trabalham com adivinhação e cartas, mas com meditação, e estudos para evolução do espírito. Sabia? O xamanismo é um termo genericamente usado em referência a práticas etnomédicas, mágicas, religiosas (animista, primitiva) e filosóficas (metafísica), envolvendo cura, transe, supostas metamorfoses e contato direto entre corpos e espíritos de outros xamãs, de seres míticos, de animais, dos mortos, etc.

Comente