Povos de terreiro: Ereni Hubner, dona Rena do bairro Habitação


553021_119639284878520_1283478862_nCentro de umbanda Ogum Megê, é a denominação da tenda-casa de dona Rena, natural de Anita Garibaldi, mas que hoje reside em Lages no bairro habitação. Não acreditava e repudiava essas manifestações, mas o destino, a mediunidade e o compromisso com a religião e para salvar seu filho fez com que ela aceitasse e iniciou a caminhada evolutiva de seu espirito. Em 1976 aproximadamente 36 anos teve o primeiro filho e morreu, na sequência teve outro e sempre buscando ajuda, mas nada de melhora. Um dia dona Rena retirou seu filho do hospital por estar de alta e enquanto o trazia para casa, no trajeto, chegando no bairro popular seu filho passou mal, ela com seu filho desfalecido nos braços entrou na primeira porta aberta que encontrou e era a casa de dona Rosa, ou seja, Madame Rosa. Conversou com o caboclo dela que falou de seu compromisso, não aceitando ainda, foi embora, seu filho acabou morrendo. Dona Rena teve outro filho, aos 9 meses, internado no Hospital Seara do Bem. Um médico pediu para conversar com ela que atendeu pensando que o médico desenganaria seu filho. O médico lhe falou do compromisso espiritual que ela estava fugindo. E se aceitando contribuiria para amenizar e solucionar a situação do filho. Disse que faria qualquer coisa para salvar o filho. Aceitou e desenvolveu seu dom com a Senhora Teresa que morava e tinha casa de atendimento perto da rodoviária e recebia o caboclo Pena Roxa, permanecendo na casa por 08 anos, salvando seu filho que nos exames não apontava nada, mas que teve sua saúde devolvida inexplicavelmente ou justificada. Depois que fechou a casa de dona Teresa, Dona Rena passou a frequentar a casa de Madame Rosa, durante vários anos, hoje sempre prestava auxilio a comunidade que lhe procura em sua casa no bairro habitação em Lages SC, onde hoje tem o centro seu Umbanda.

Comente