O inicio do começo, antes da Recomendação das Almas


por Grillo Seco

Como diria aquele vamos principiar pelo começo, a Associação Cultural Matakiterani, já existe há oito anos e seu oficio e missão de trabalho está atrelada ao seu início, gênese e fator das diversas pessoas em sua fundação.

Nos idos anos de 1999, era e é trabalhar com cultura regional e com elementos que pudessem propagar os mesmos, as atividades e experimentações foram voltadas para literatura regional e contação de histórias, privilegiando os seguintes escritores: Guido Sassi, Edson Ubaldo, Tito Carvalho e Enéas Athanasio.

Foram inúmeras as dificuldades nesta etapa de trabalho que com o passar dos anos e com a experimentação foram superadas, a principal descoberta foi o encontro com a contação de causos.

Esta prática está presente em toda a região, nos possibilitou avançar em outra direção que definimos na busca de um ator contador de causo, que registra os causos da Serra e os reconta a partir de elementos teatrais, desta maneira surgiu o desejo de primeiro conceber um personagem contador de causo, em seguida um espaço poético onde ele se expressasse.

Consideramos que a partir deste momento iniciamos o contato com a cultura popular Serrana ainda viva e pulsante, a forma utilizada foi localizar cada ator que agora era ator pesquisador em seu espaço reconhecendo suas raízes e obrigatoriamente sua ancestralidade, isto gerou um grande choque, mas possibilitou construir a partir daí os personagens dos atores pesquisadores do grupo (Grillo e Testa, em outro momento falaremos deles), estabelecida e registra a memória familiar e do entorno onde viveram e vivem, logo em seguida a memória construída a partir de relatos familiares, foi corporificada e constituiu a memória dos personagens que rememorando seu troncos familiares criaram espaço que os Causos da Serra, espetáculo de contação em que foi trabalhada e experimentada as mais variadas maneira de contar causos a partir dos pressupostos a cima citados.

Comente