Que Terreiro é Esse – Primeiras ações


A Matakiterani Associação Cultural em parceria com o Ponto de Cultura – Cultura no Rumo de São João Maria e o Tuxáua Gilson Maximo vulgo Testa de Lampião, iniciaram as vistas de campo do Projeto Que Terreiro é Esse? 

O projeto tem por objetivo estabelecer um diálogo entre os praticantes de Religiões de Matriz Africana na cidade de Lages e a Rede Cultura Viva numa perspectiva de fortalecimento dessas práticas enquanto patrimônio cultural. A equipe de trabalho é formada pelo Tuxáua, além do Coordenador Pedagógico do Ponto de Cultura, Adilson Freitas vulgo Grillo Seco, e o Jornalista Marciano Correa, além do aporte da pesquisadora Renilda Aparecida Costa.

 

Paulinho de Exú e sua Esposa

 

Após 01 mês de articulação interna da equipe de trabalho e agendamento de visitas, o Tuxáua foi a campo no Terreiro de Mãe Léla, no Bairro da Várzea, onde o seu Avô de Santo Paulinho de Exú estava presente "aprontando" mais um de seus Filhos de Santo. Foram realizadas duas visitas, das quais temos abaixo o registro de Paulinho de Exú e sua esposa. No mês de outurbro as visitas continuam passando especialmente em terreitos, tendas e casas que tenham forte vinculação com a Tradição Oral, a partir da fala dessas pessoas serão construídas as estratégias de ação prática em prol desse grupo social na cidade de Lages.    

Comente